Ultra Som de Gravidez em Osasco

Durante a gestação é muito importante a realização de alguns exames por imagens para saber se tudo está bem ou se alguma intervenção será necessária para garantir a saúde da gestante e do bebê. No pré-natal das futuras mamães são exigidos muitos exames para detectar malformações, doenças congênitas ou outras anomalias no feto. Exame Ducto-Venoso O ducto-venoso é um vaso que leva o sangue que sai da placenta para o coração do bebê. Este exame é realizado para ver como está a função cardíaca do feto. A avaliação é feita através de um ultrassom com Doppler Colorido, que é um elemento dinâmico que permite a visualização do fluxo sanguíneo através das cores vermelha e azul. O exame de ducto-venoso é realizado em dois pontos da gestação. No primeiro trimestre, ele é um marcador de risco de alterações genéticas, como Síndrome de Down, por exemplo. No terceiro trimestre serve para ver se o bebê está com insuficiência placentária, indicando assim, o momento ideal para interromper a gravidez por meio de cesárea. Ultrassom Obstétrica via transvaginal É um exame realizado no primeiro trimestre para o estudo de rotina da gravidez. Pode ser realizado em qualquer época a partir da 5ª semana, quando normalmente a mamãe descobre que está grávida. No segundo trimestre em diante, serve para avaliar o comprimento do colo do útero e assim identificar quais são os riscos para um parto prematuro. Ultrassom morfológico É um exame de rotina, realizado entre a 20ª e 24ª semana, que serve para avaliar a anatomia do bebê, podendo assim, diagnosticar a maioria das malformações. Trata-se de um ultrassom bem detalhado, onde o...

Ecodoppler ou ultrassom vascular (venoso e arterial)

O ecodoppler vascular é um exame que utiliza ondas de ultrassom e permite analisar o fluxo de sangue que circula nos vasos sangüíneos ( veias e artérias ) , por isso , também é chamado de ultrassom vascular. Orientações antes do exame : O ecodoppler vascular não exige jejum ou outro cuidado especial para a sua realização. Indicações: – O ecodoppler arterial (realizado nas artérias) é indicado para diagnosticar e quantificar o processo de aterosclerose (formação de placas de gordura na parede das artérias , causando um estreitamento das mesmas). As principais manifestações da aterosclerose, nas quais , o ecodoppler vascular é utilizado, são: a doença vascular cerebral (ecodoppler de carótidas e artérias vertebrais), doenças da aorta e doença arterial periférica (ecodoppler de artérias renais, mesentéricas e dos membros inferiores). O ecodoppler de carótidas é muito utilizado para avaliar se há um espessamento do revestimento interno destas artérias (espessura médio-intimal). O aumento da espessura médio-intimal é uma evidência incial de aterosclerose.Pacientes com espessamento médio-intimal são considerados de maior risco para as manifestações clínicas da aterosclerose, como o infarto do miocárdio e o derrame cerebral. Além da aterosclerose e as suas complicações, como a trombose, o ecodoppler vascular arterial também é indicado para diagnosticar outras doenças , como as embolias (deslocamento coágulos ou vegetações que se desprendem do coração e obstruem as artérias) , os aneurismas (dilatações anormais das artérias) e as má formações congênitas. – O ecodoppler venoso (realizados nas veias) é indicado para o diagnóstico de trombose venosa profunda (formação de coágulos nas veias profundas , os quais que podem se deslocar em direção à circulação dos pulmões...

Doppler Venoso Colorido de 3 ou mais vasos para o diagnóstico de varizes dos membros inferiores

Há algum tempo atrás, o diagnóstico e a conduta no tratamento das varizes dos membros inferiores eram feitos por cirurgiões vasculares e angiologistas, quase que exclusivamente pelo exame clínico e algumas manobras clínicas específicas. Os exames e estas manobras poderiam sugerir se as varizes seriam primárias ou secundárias, por exemplo, de uma trombose do sistema venoso profundo, o que modificaria o tratamento das mesmas. Com o exame adicional havia o flebografia ( injeção de contraste radiopaco numa veia do pé, e radiografias seriadas das pernas e coxas, na qual seriam evidenciadas as veias do sistema venoso profundo demonstrando lesão ou não destas veias. ) Com o surgimento da técnica de doppler Vascular ou Ultrassom Doppler do sistema circulatório dos membros inferiores houve a possibilidade de avaliação destas veias sem a necessidade de tomar contraste ou de radiografias seriadas,uma vez que o Doppler é um recurso presente em alguns tipo de aparelhos de ultrassom e não necessita de radiação ionizante. O austríaco, Christian J. Doppler, um dos mais importantes físicos da história da humanidade, desenvolveu estudos sobre a relação entre as frequências sonoras e suas velocidades relativas: o depois chamado de Efeito Doppler, método usado nos mais diversos campos da ciência e da medicina. O Doppler Vascular hoje é considerado uma ferramenta importantíssima para diagnóstico de diversas doenças. MAPEAMENTO VENOSO: O estudo das veias dos membros inferiores com Doppler possibilita um mapeamento das veias das pernas desde as menores (safenas e tributarias ate as maiores-veias profundas ),referindo se estão sadias ou doentes(insuficientes ou varicosas). Desta forma com o estudo de Doppler venoso colorido dos membros inferiores o cirurgião vascular/angiologista pode...

10 principais dúvidas sobre o ultrassom – Ultrassonografia em Osasco..

10 principais dúvidas sobre o ultrassom Agende seu ultrassom em Osasco – acesse: www.ultrassomosasco.com.br O ultrassom é um dos exames mais solicitados durante o pré-natal para acompanhar as condições de saúde da mãe e do bebê, contribuindo para um diagnóstico de alta qualidade e precisão. Apesar de ser aparentemente simples, o exame ainda gera muitas dúvidas entre as futuras mamães, segundo o médico especialista em medicina fetal e ultrassonografia Victor Bunduki, do CDB Premium, em São Paulo. Ele listou os principais questionamentos que preocupam as gestantes, explicando e esclarecendo cada um deles. Confira: 1. O ultrassom é um exame seguro? “Sim, é um exame isento de contraindicações tanto para a mãe quanto para o feto. No caso do ultrassom com dopplerfluxometria colorida, que analisa o fluxo sanguíneo em diferentes vasos do corpo humano, recomendamos que seja realizado somente após a 9ª semana de gestação, para maior segurança”. 2. É verdade que o feto ouve o som emitido pelo equipamento? “Não. No ultrassom, lidamos com mais de três milhões de hertz, enquanto o ouvido humano escuta até dois mil hertz. Portanto, essa questão está totalmente descartada”. 3. A partir de quando é possível saber o sexo do bebê? “Apesar de o sexo ser definido no momento da concepção, o órgão genital se desenvolve entre nove e doze semanas de gravidez. Portanto, entre a 14ª e a 16ª semana, dependendo da posição do bebê, é possível identificar o sexo da criança. Quando o bebê está sentado sobre as perninhas ou quando está de pernas cruzadas, é mais difícil a visualização de sua genitália, obrigando os pais a terem um pouco mais...